Páginas

8.2.10

Espinheiro

(OK... finalmente uma caduca...lol)

Este espinheiro está a ser trabalhado com o Rui Ferreira na Escola do Jardim de Bonsai desde Maio do ano passado.
A minha admiração pelo trabalho do Rui é conhecida. Por todo no geral. Mas com um especial olhar para as folhosas. Principalmente, as caducas. Sei também, que são as espécies que ele mais gosta. Muitas vezes digo a amigos: "se queres ver folhosas espectaculares, tens que ir a Tavira".
Pois bem, este projecto é o primeiro das folhosas (tirando os tarolos do início... lol) que mostro aqui no blog. É para mim uma grande evolução. Talvez, a mais difícil de todas. Comecei, como a grande maioria dos aprendizes, preso ao "triângulo" ... ramos descendentes e em patamar... enfim, o olhar das coníferas aplicado em tudo o resto. Demorou um ano a interiorizar. Este espinheiro, está agora no caminho certo.

Material em bruto, bastante saudável, em Maio de 2009:
Depois da primeira intervenção:
Durante a Primavera/Verão, cresceu livremente sendo apenas aramado para conduzir a ramificação primária:
No Outono, foi feito o transplante para a posição definitiva:
No Inverno, foi adiantado o primeiro trabalho profundo na madeira morta, escolha de um novo ápice e aramação total. Na próxima etapa serão eliminados mais um ou outro ramo primário. Para já, o resultado é este:

4 comentários:

LUIS CUNHA disse...

Viva João,

Parabens pelo exemplar e pela boa evolução que já consegues que apresente!
Gosto principalmente da base do tronco que dá um bom suporte na inclinação da árvore... há um ramo que me a meu ver incomoda um pouco no desenho, mas deve ser um dos que dizes que pensas cortar futuramente ;)

Excelente trabalho... boa continuação!

Abraço

João Pires disse...

Olá Luis,

Obrigado pelo comentário.
Este espinheiro começa agora o seu caminho. Vão, de facto no futuro, ser eliminados mais uns ramos... um deles, não sei se é desse que falas, é o segundo do lado esquerdo. Mas é dar tempo ao tempo. Por agora, já estou contente com o resultado. Nada de "fantástico" ou "perfeito", mas para a árvore que era... enfim... "baby steps"... lol

Abr.
João

Nuno disse...

Boas João.
Gostei de ver o trabalho que fizes-te. A inclinação final e a madeira morta ficou ideal para este Espinheiro, aumentou muito o seu potencial.
Abraço
Nuno Nunes

João Pires disse...

Olá Nuno,

Obrigado pelo comentário;)

Estava aqui na duvida se tinhas visto esta árvore da última vez na Escola... mas a que tu viste foi a oliveira... lol
Pois... este é um projecto ainda a começar a ganhar caracter. A tentativa é de tentar compensar a rectidão do tronco dando o movimento com a madeira morta.
A ver vamos, nos proximos anos, se "vai a bom porto".

Abr

João